Tarantino + DiCpario + Tom Cruise + Margot Robbie + Brad Pitt. Fórmula para o sucesso ou para o desastre?

Já há uns meses que sabemos que Quentin Tarantino pretende fazer um filme que se passa durante 1969, mais concretamente no fatídico verão em que ocorreram os homicídios da família Manson. O filme não se vai relacionar diretamente com esses eventos, sendo supostamente uma análise à Hollywood da altura. No entanto, a situação vai ter uma importância assumida na história, havendo até rumores de que Margot Robbie vai interpretar Sharon Tate, a mulher de Roman Polanski que estava grávida de oito meses e meio quando foi brutalmente assassinada.

O Deadline avançou há algum tempo que a Sony tinha conseguido assegurar a produção do filme, que vai ter um orçamento a rondar os 100 milhões de dólares. Este será o primeiro filme de Tarantino fora da Weinstein Company por motivos óbvios, e o poder do nome do realizador demonstrou-se logo na luta pelos direitos.

De seguida, começou a construir-se a ideia de um elenco de luxo. Para além de Margot Robbie, também Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Tom Cruise estão fortemente associados ao projeto. Olhando para estes nomes, estaríamos perante um conjunto de estrelas impressionante, que olhando para a filmografia de Tarantino e principalmente para o seus maiores filmes no box office (Django Libertado e Sacanas sem Lei) poderia justificar o orçamento.

No entanto, este é um projeto que parece arriscado desde o princípio. Mesmo com este elenco, estamos a falar de um conceito que vai gerar controvérsia enorme, tanto nos período antes como depois da estreia do filme. E para além disso, que género de filme é que teremos aqui? Um drama mais ao estilo de Pulp Fiction ou um filme de ação mais ao estilo de Django e Sacanas? É que 100 milhões de dólares para um drama com este tema pode ser um risco demasiado grande para qualquer estúdio.

E depois houve a controvérsia que tem surgido associada a Tarantino, principalmente face às acusações de Uma Thurman. Com tudo isto, parece algo racional que a Sony esteja segundo rumores com dúvidas de continuar no projeto.

Continuo a achar que há aqui muito para correr bem. Afinal, sendo um filme de Tarantino é quase certo que vai ter qualidade e o elenco previsto tem algumas das maiores estrelas de Hollywood a trabalhar atualmente e alguns dos últimos nomes que conseguem vender bilhetes por si próprios. No entanto, vai ser bastante interessante ver como é que o filme se vai comportar quando estrear em 2019.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: