Crítica: Ladrões com Muito Estilo (Going in Style) – 2017

Há um certo cariz de evento cinematográfico ligado a “Ladrões com Muito Estilo”. Afinal, não é todos os dias que vemos atores como Morgan Freeman, Michael Caine e Alan Arkin a partilhar o ecrã, e é por essa combinação que o filme já vale a pena. Por outro lado, é uma excelente junção de elenco com conceito que funciona, resultando num filme que entretém sempre.

Antes de mais estamos perante um remake de um filme de 1979 com o mesmo título. A ideia é interessante, e serve até para alguma crítica social que nunca é tão profunda como podia ser, mas também não se torna excessiva. Esta é a história de três amigos de longa data que de repente vêem fechar a empresa a que dedicaram toda uma vida de trabalho, ficando sem direito a pensões. Perante esta ideia, os três decidem assaltar um banco para resolverem a sua situação.

O conceito resulta bem, sendo explorado de uma forma divertida e nunca cansativa. Enquanto comédia tem momentos hilariantes, como a cena em que os três amigos assaltam uma loja local para treinarem para o grande golpe. Enquanto filme de assaltos também funciona, tirando a dose certa de inspiração de alguns dos melhores do género, como “Ocean´s Eleven”. Para além disso, há uma veia dramática que acrescenta algum interesse ao filme, sendo que esta é utilizada de forma equilibrada.

Mas o grande interesse do filme é mesmo ver as três lendas do poster a partilharem o ecrã, e deixem-me dizer que isto é tão agradável como poderia ser de esperar. Caine, Freeman e Arkin dão aqui uma aula de classe, provando que continuam no topo do seu jogo. É claro que eles conseguiam fazer isto tudo a dormir, mas não deixa de ser excelente vê-los a todos em grande forma a partilhar tempo de filme. É o mesmo interesse que “Last Vegas” já tivera há alguns anos, e só por isso já vale o preço do bilhete.

É claro que o filme tem falhas, algumas delas graves. Por exemplo, o terceiro ato arrasta-se durante demasiado tempo e nem sempre a noção de ritmo é a melhor. As piadas também não acertam todas, e a componente de crítica social podia estar mais presente. São alguns aspetos que prejudicam um pouco o filme, mas que mesmo assim não estragam a experiência, que é sempre agradável e leve. Desde que não se vá com expetativas demasiado elevadas, então este é bom entretenimento.

Também para mérito do filme devo dizer que nunca consegui prever como é que o argumento ia acabar. O terceiro ato, apesar de ser demasiado arrastado, consegue criar um verdadeiro sentimento de incerteza, levantando várias vezes a questão de se este grupo se vai safar com o golpe. É algo raro que isto se verifique atualmente, e por isso o equilíbrio do filme é de aplaudir.

Assim, “Ladrões com Muito Estilo” é um filme que quer entreter e sabe como o fazer, apresentando três interpretações excecionais dos seus três protagonistas, que por si só já fazem o filme valer a pena. Pode não ser muito profundo, mas é extremamente divertido.

Nota Final: 6,5/10

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: